0Item(s)

Nenhum produto no carrinho.

Product was successfully added to your shopping cart.

Quarto & Sala

  • O que é sereismo: descubra essa tendência | Ideias para se inspirar

    O amor ao oceano não invadiu apenas o mundo da moda, mas também a decoração! O sereismo trouxe inspiração para ambientes internos e externos a partir de elementos que fazem alusão ao mar e ao universo mágico das sereias. Confira abaixo algumas dicas para ter uma casa de sereia!

     

    Tons do oceano

    Cores que lembrem o oceano são tendência: o verde esmeralda, variações de azul como o turquesa, o marinho e o índigo, tons em areia e cores pasteis.

    Texturas

    O brilho das pérolas e as texturas praianas como escamas, areia, pedras e conchas também invadiram os ambientes e surgem em tecidos, tapetes e revestimentos para paredes.

    Formas

    Objetos náuticos e elementos que remetem ao mar podem surgir por toda a decoração: quadros, esculturas e estampas com desenhos de peixes, golfinhos, conchas, escamas e pérolas. Objetos com cordas, madeira e até mesmo com efeito vintage se encaixam na proposta do sereismo.

    Cintilância

    O brilho do furta-cor, o qual dá o tom psicodélico das sereias, é uma textura holográfica que adere à proposta do sereismo.

    Degradê

    O efeito visual do degradê remete às diferentes tonalidades do mar e também ao contraste de nuances durante o pôr do sol. Muito utilizado em paredes, pode-se conseguir o efeito com a sobreposição de tintas ou pastilhas que gradativamente se tornam mais escuras ou mais claras.

    Confira abaixo algumas inspirações:

     

     

    Esperamos que o post tenha ajudado!
    Caso tenha alguma dúvida, sugestão ou se gostou deste post, deixe seu comentário.

    Vanessa Felski  😊

     

  • Saiba a altura ideal para instalar o seu pendente ou lustre

    Dicas gerais

    Tenha em mente que modelos com flexibilidade de posicionamento permitem o ajuste da altura de acordo com as suas necessidades.

    Além disso, a distância entre o topo do pendente e o teto deve ser de, no mínimo, 20 centímetros.

     

    Sala de jantar
    aqui

    para conferir os pendentes Maia

    Diâmetro: Em uma sala de jantar, o diâmetro ideal da luminária é de, aproximadamente, um terço da largura da mesa. Por exemplo, se a mesa tem uma largura de 90 centímetros, o diâmetro do pendente deve ter em torno de 30 centímetros. Caso você queira um modelo com diâmetro menor, use mais unidades para compor o ambiente.

    Altura do pendente em relação à mesa: Duas metragens balizam a altura da cúpula: a distância ideal entre o pendente e a mesa de jantar varia de 70 a 90 centímetros. Com essa altura a peça não bloqueia a visão de quem está sentado e não gera ofuscamento.

    Altura do pendente em relação ao chão: vale considerar a medida entre a base da luminária e o piso, a qual deve ficar entre 140 cm e 150 cm.

     

    Sala de estar

    Altura do pendente em relação à mesa de centro: para que não haja um bloqueio visual para que estiver sentado no sofá, deixe a cúpula a uma altura de 150 cm a 170 cm em relação ao tampo da mesa de centro.

     

    Altura do pendente em relação à mesinha lateral/criado mudo: caso a instalação seja sobre mesinhas laterais, é suficiente deixar uma distância entre 30 cm e 50 cm.

     

    Cozinha

    Altura do pendente em relação à mesa: para a mesa da cozinha, as regras são as mesmas da sala de jantar. A distância ideal entre o pendente e a mesa de jantar varia de 70 a 90 centímetros.

     

    Altura do pendente em relação à bancada de trabalho: o pendente deve ficar a uma distância de 2 metros – ou o mais alto possível – da superfície de uma bancada que comporta a cuba e o cooktop, com pessoas cozinhando em pé.

     

    Altura do pendente em relação à bancada de refeição: já para a bancada de refeição, a altura do pendente deve variar entre 70 a 100 cm em relação à superfície, evitando assim que se bloqueie a visão das pessoas na bancada de trabalho.

     

    Quarto

    Altura do pendente em relação ao criado mudo: a vantagem de se usar pendentes ao invés de abajures é a liberação de espaço para livros, celulares e outros objetos. Para tal, o pendente deve ficar entre 30 a 50 cm de distância do criado mudo.

     

    Área sem móveis

    Caso deseje instalar o pendente em um local sem móveis, cabe usar o próprio chão como ponto de partida. Lembre-se de duas informações principais: o pendente deve ficar em uma altura a qual permita que as pessoas se locomovam no cômodo sem que esbarrem nele. Além disso, lembre-se que o pendente deve estar a uma distância de 20 centímetros do teto.

    Para tal, se usarmos a média nacional da altura do pé-direito que é de 2,30 metros, é interessante colocar o pendente a uma altura de 2 metros a 2,10 metros do chão.

    E para você se inspirar, separamos algumas imagens:

     

    Esperamos que o post tenha ajudado!
    Caso tenha alguma dúvida, sugestão ou se gostou deste post, deixe seu comentário.

    Vanessa Felski  😊
  • Como planejar o quartinho do seu bebê.

    COMO PLANEJAR O QUARTINHO DO SEU BEBÊ

    A emoção é tão forte que é até difícil de ser contida, no entanto, papais e mamães de ‘primeira viagem’ planejam o passo-a-passo da trajetória deliciosamente desesperadora dos 9 meses de espera. E um dos passos mais importantes – é sim – a preparação do quarto do seu pequeno príncipe ou princesa.

    Mais que um quarto, o cômodo destinado ao bebê tem de transparecer todo o amor, carinho e cuidado que um porto seguro deve ter, ainda mais em uma fase tão importante como os primeiros anos de vida.

    Este artigo tem como finalidade auxiliar os ‘moms and dads to be’ a fazer a melhor escolha de quarto para seu esperado baby!

    Vamos então ao grande dilema...

     

    QUE CORES DEVO ESCOLHER?

    Primeiramente, é importante frisar que tons escuros e pesados não são indicados para estes cômodos. Cores como vermelho, marrom e preto devem ser evitadas devido aos estímulos não condizentes com este ambiente.

     

    • Branco

    Gosta de Branco? Esta é de longe a mais neutra das opções, e remete a brandura e paz. Caso opte por branco nas paredes, experimente compor com itens como papéis de parede, móveis coloridos, e uma decoração mais alegre. É cientificamente comprovado que as cores auxiliam no desenvolvimento cognitivo do recém-nascido, de forma que cores e vida não devem faltar em seu entorno!

     

    • Rosa

    Escolha número um quando se trata de meninas, o Rosa traz consigo a ternura, inocência e o romantismo tão característico do sexo feminino. É uma opção fácil de combinar com estampas infantis, florais, e até mesmo as mais clássicas como arabescos. Pode apostar que não tem erro! Mas vale lembrar que esta não é a única opção quando se trata de quarto para meninas. Se sentir inspiração para ousar com outros tons, vá em frente.

    Bambini Cinque

    aparece revestindo a totalidade da parede. Já na direta, o revestimento com papel foi parcial com um detalhe no centro.

     

    • Azul

    Seguindo os passos do Rosa, o Azul é o ‘best-seller’ de opção para o sexo masculino. Esta opção fidedigna ao novo participante do clube do bolinha traz tranquilidade, serenidade e harmonia. E tal qual o Rosa, casa super bem com estilos desde ‘navy’ ao clássico. Porém, mais uma vez é importante salientar que esta não é a única opção para quartos masculinos. Vale conhecer outras opções e fugir do óbvio.

    Vários elementos fazem a composição do ambiente em tons de azul na imagem da esquerda. Já na da direita, o papel de parede Bambine Tre assume a função de dar cor ao cômodo.

     

    • Verde

    Cheio de vitalidade, esperança e liberdade, o Verde é tendência neste ano de 2017. Atendendo por Greenery, o tom compõe bem com o tema de natureza e ‘fazendinha. Considerado por muitos uma cor unissex, é uma excelente opção para pais que optam por não saber o sexo do seu bebê.

     

    • Amarelo

    Tal qual o Sol, este tom traz consigo muita luz, calor, alegria e descontração. O Amarelo é definitivamente a opção mais unissex dentre as listadas. Assim como o Verde, é super indicada para os pais que optam por não saber o sexo do bebê.

     

    • Laranja

    Por muitas décadas rejeitada, o Laranja é a cor da prosperidade e sucesso. Sua procura vem crescendo com o passar dos anos, ainda que seja mais comum em ambientes comerciais. Vale ressaltar que o seu excesso pode ser altamente estimulante, então, cabe ponderação ao utilizá-lo no cômodo.

     

    • Roxo/Lilás

    Sendo a segunda opção mais cotada para as meninas, o Roxo é tido como a cor da espiritualidade e da magia. Em tons amenos, pode ser uma charmosa opção para o reino de sua princesa!

     

    Feng Shui e Cromoterapia

     

    Feng Shui

    Um tema que sempre consta em revistas de decoração, o Feng Shui é uma técnica chinesa milenar que propõe aumentar o fluxo de energias positivas no ambiente, trazendo mais harmonia e relaxamento, e estimulando o foco e a criatividade daqueles que ali habitam.

    Segundo esta técnica a decisão de cores é de suma importância para o melhor desenvolvimento do bebê.

    Sob sua perspectiva, o azul é a cor da espiritualidade e da intuição. O amarelo estimula a alegria e a comunicação, o bom relacionamento e a extroversão. Já o verde, é a cor da criatividade, excelente para o desenvolvimento do bebê.

     

    Outro tema em voga é a Cromoterapia.

    Muito utilizado em piscinas e hidromassagens, a Cromoterapia pode ser definida como o tratamento que, por intermédio das cores, estabelece o equilíbrio e a harmonia entre corpo, mente e emoções.

    Ainda sobre o método, vale lembrar que não é só a visão que absorve a energia de uma cor. Todo o organismo possui capacidade de perceber e receber os efeitos da Cromoterapia.

    A indicação é que o quarto possua ao menos duas fontes de iluminação, uma direta e outra indireta. A utilização de lustres que mudam de cor e com sistemas de Bluetooth integrado, pode ser uma boa pedida para o quarto do(a) seu pequeno(a), uma vez que variam de cor, e podem ser utilizados para relaxamento com músicas ambiente, e nos momentos de descontração, para tocar cantigas infantis e de ninar.

     

    Esperamos que o post tenha ajudado. Comentem, compartilhem.

    Abraços!!!

    Equipe Casinha Bonita - www.casinhabonita.com.br

  • Papel de parede - Como escolher e onde aplicar

    O papel de parede é uma excelente alternativa de decoração, trazendo vida ao ambiente e também deixando-o mais aconchegante. Além disso, é um ótimo aliado para personalizar cada cômodo como: clássico, moderno, sofisticado, divertido ou vintage, você escolhe!

    Sinônimo de uma reforma prática e limpa, o papel de parede é fácil de aplicar sem a necessidade de mão de obra especializada, para isso basta um pouquinho de paciência e atenção, uma parede limpa, cola (para os modelos que não são adesivos), alguns itens para ajudar na instalação e... voilà! Seu ambiente já estará com uma cara totalmente nova e sem grandes obras e reformas!

    Os papéis de parede são classificados principalmente pela sua composição:

    • Vinílico: Fabricado em PVC, é resistente à luz e à umidade, sendo em alguns casos considerado impermeável. O papel de parede vinílico pode apresentar algumas características como aspecto brilhante, efeito matte (fosco), efeito metálico e relevos. Indicado para aplicação em ambientes secos ou úmidos. Lavável, pode ser limpo com detergente e um pano úmido sem causar qualquer dano ao papel de parede.

    • Tradicional: Composto essencialmente de celulose (papel), é recomendado somente para ambientes secos. Como o papel é um pouco mais sensível que o material vinílico, não é tão recomendado para ambientes com grande circulação de pessoas. A limpeza pode ser feita com um pano levemente umedecido.

    • TNT: Este material é constituído de fibras de poliéster e celulose imitando um tecido. É resistente à umidade, porém não tanto quanto o papel de parede vinílico. Lavável, pode ser limpo com detergente e um pano úmido sem causar qualquer dano ao papel de parede.

    Outros benefícios são válidos para qualquer um dos papéis de parede citados acima:

    • Fácil e rápido de aplicar, não necessita mão de obra especializada.
    • Variedade de modelos, temas, estampas e cores.
    • Preço baixo se comparado a outros revestimentos.
    • Aplicação em qualquer superfície (desde que esteja limpa e lisa, livre de imperfeições).
    • Alta durabilidade e resistência, inclusive à umidade e aos raios ultravioletas;
    • Repagina os ambientes.

    Além da parte estética, o papel de parede pode ser também um grande aliado para dar novas “impressões” ao ambiente, fazendo com que pareça maior ou menor, mais ou menos iluminado, apertado ou mais espaçoso. “As listras são ideias para ampliar o espaço. Quando aplicadas na orientação vertical, expandem o ambiente para cima de modo a dar impressão de pé direito mais alto. No caso da aplicação horizontal, o resultado é a impressão de um ambiente maior e mais espaçoso” (fonte http://casaeconstrucao.org/papel-de-parede/)

    Com diversas opções de cores, estampas e texturas, hoje o papel de parede pode sim ser aplicado em qualquer ambiente de casa. Mas, se pode ser aplicado em toda casa, como saber qual o ideal para cada cômodo?

    Quartos

    Por ser um ambiente pouco úmido, pode ser aplicado qualquer tipo de papel. Com uma ressalva apenas para os quartos infantis onde a recomendação seria o papel de TNT ou vinílico, pois são de fácil limpeza caso a criança suje.

    Não existe uma estampa específica para o ambiente, o importante é sempre verificar o que combina mais com seu perfil e personalidade, lembrando sempre de harmonizar também com os móveis e a decoração já existente no local.

    Salas

    Por ser um ambiente já muito carregado, o ideal seria a aplicação em apenas uma das paredes garantindo destaque para o local. Caso deseje aplicar em todas as paredes, invista em um papel bem clean para não pesar muito no local. Para quem deseja ousar, a sala é também um ótimo espaço, porém neste caso a recomendação é aplicar somente em uma das paredes para causar maior destaque.

    Neste espaço é importante harmonizar o papel de parede com o sofá, almofadas, cortinas, tapetes e outros acessórios de decoração. Assim como no quarto, por ser um local mais seco e que não necessita de muitos cuidados, não há restrição quanto ao tipo de papel de parede que pode ser utilizado.

    Cozinha e Lavanderia

    Assim como na sala, o ideal para este ambiente seria a aplicação em apenas uma parede, geralmente aplicado perto de bancadas, nichos e áreas para refeições. O espaço entre bancadas e armários também é uma ótima opção para fazer uma aplicação de meia parede.

    Por ser um local mais úmido e sujeito a sujeira com maior facilidade, o ideal é a aplicação do papel de parede vinílico ou TNT.

    Banheiros e Lavabos

    Nestes ambientes a escolha principal deve levar em consideração o material do papel, preferencialmente o vinílico por apresentar maior resistência. Aqui, a recomendação é usar e abusar na decoração do papel de parede, por ser um ambiente mais clean com poucos objetos de decoração, o destaque principal e o centro das atenções pode ser o papel de parede. Não esqueça de combinar sempre o móvel e também os detalhes de acabamento e acessórios do banheiro!


    Outros ambientes

    Além dos cômodos citados acima, o papel de parede também pode ser instalado em outros cantinhos especiais da casa e espaços abertos como sacadas, varandas, corredores, área de churrasqueira, escritórios, hall de entrada, escadas e até mesmo em degraus valorizando ainda mais o local.

    Para escolher o melhor papel de parede é importante levar em consideração as características do espaço. Caso seja um local mais úmido, com fluxo intenso e propício a sujeira invista em papel de parede vinílico ou TNT. Em ambientes mais secos pode – se optar também pelo tradicional.

    No site Casinha Bonita (a loja virtual da Sincenet) você encontra uma linha bem completa de papeis de parede, com preços competitivos, 5 anos de garantia e entregas em todo Brasil. Quer conferir os modelos? Clique aqui.

    Grazielle Huscher
    Equipe Casinha Bonita

  • As lâmpadas de LED podem economizar até 90%

    É sempre bom economizar dinheiro e fazer sobrar no orçamento do lar. Hoje vamos dar uma dica muito valiosa e que vai fazer você economizar muito em sua casa: trocar toda a iluminação por lâmpadas de led.

    A eletricidade abocanha grande parte do orçamento familiar. A conta de luz foi uma das que mais tiveram alta durante o ano de 2015, aumentando junto com ela a inadimplência nesse setor, o que é algo incomum, e preocupando todo mundo. Então, toda a atitude para economizar e diminuir este gasto é muito bem-vinda!

    O LED é melhor. Explicamos porque.

    Destacamos 3 itens que você precisa saber sobre as lâmpadas de LED:

    led

    Muito mais vida útil

    As lâmpadas de led duram muito mais tempo do que as lâmpadas halógenas, fluorescentes ou incandescentes. Em geral, até a primeira manutenção, duram 25 vezes mais que uma lâmpada incandescente.

    Pendentes com lâmpadas de LED. Fonte.

    Pendentes com lâmpadas de LED. Fonte.

    São ecologicamente corretas

    Não há produtos químicos prejudiciais ao meio ambiente em sua composição. As lâmpadas de led geram luz não através da eletricidade em contato com filamentos ou gás, mas com a eletricidade  em contato sua matéria sólida. Este processo é muito mais eficaz e gera muito menos poluição ao meio ambiente do que os meios convencionais. Além disso, esse processo ainda traz outras vantagens que falaremos mais adiante.

    Muito mais econômicas

    Embora sejam um pouco mais caras que as lâmpadas fluorescentes, as lâmpadas de led custam muito menos do que há anos atrás e estão muito mais eficientes! A diferença de preço hoje em dia no mercado é muito pequena, e a vantagem é o consumo de energia, que reduz muito.

    Para se ter uma ideia, uma lâmpada de LED de 5W ilumina tanto quanto uma lâmpada incandescente de 40w e consome apenas… 5W!. É incrível, não é mesmo?! Outro exemplo ainda mais impressionante: uma lâmpada de LED de 12W ilumina o mesmo que uma incandescente de 100W!

    Por isto podemos afirmar que as lâmpadas de LED proporcionam uma economia de até 90% no consumo de energia da casa! Isto em relação às lâmpadas incandescentes que, aliás, já estão com os dias contados, pois desde 2012 que o Governo Federal as vem retirando gradualmente do mercado. Neste ano saíram de circulação as de 25W e 40W.

    Lâmpadas de LED complementando o detalhe do gesso do teto. Fonte.

    Lâmpadas de LED complementando o detalhe do gesso do teto. Fonte.

    Ambiente com painéis de LED por todo o teto. Podem ser encontrados na Casinha Bonita. Fonte.

    Ambiente com painéis de LED por todo o teto. Podem ser encontrados na Casinha Bonita. Fonte.

    Alguns usos para o LED

    Apesar de parecer, a tecnologia LED na realidade não é nova. Já convivemos com o LED há mais de 40 anos. O caso é que por muito tempo ele foi usado apenas em equipamentos para indicação de stand by. Com o tempo o led foi melhorado e sua luminosidade aumentou. Hoje o led é utilizado em faróis de carros, em semáforos e iluminação pública, onde vem substituindo as caras lâmpadas de argônio. Como consome pouca energia, é comum encontrar uma grande variedade de utensílios de LED alimentados por bateria, como lanternas, sinalizadores e luminárias. É mais economia e menos fios em nossas casas!

    Luminária de LED. Fonte.

    Luminária de LED. Fonte.

     

    Outras vantagens

    O LED tem outras vantagens em relação às suas irmãs mais velhas.

    • Devido ao seu sistema de transformação de energia elétrica em luz, seu bulbo não sofre aquecimento, como as incandescentes, por exemplo. Isto facilita e muito no momento da troca, pois pode ser manuseada sem risco.
    • Cores! O LED abriu a possibilidade das lâmpadas coloridas, isto através do sistema eletrônico de mesclagem de cores em “RGB” - Red, Green e Blue, cores básicas para sistemas eletrônicos gerarem luz colorida e imagens, no caso de monitores.
    • As lâmpadas de LED não tem limite de vezes em que elas podem ser acendidas e apagadas, devido ao seu processo interno de acionamento.
    • Seu acionamento é instantâneo, devido ao seu interior sólido. Isto quer dizer que não é preciso esperar até que a lâmpada saia do resfriamento para acender, como acontece com alguns modelos de lâmpadas fluorescentes.
    • As lâmpadas de LED oferecem muito menos risco para quem as manuseia, porque operam com quantidades muito baixas de energia, enquanto as lâmpadas convencionais operam entre 40W a 80W há modelos de lâmpadas e LED que utilizam 5W, 9W, entre outros.
    O grande desafio para o futuro do planeta e o melhor para nós mesmos é adotarmos práticas e coisas que sejam eficientes e agridam o mínimo possível o meio ambiente. Se isso estiver acompanhado de baixo custo é ainda melhor!

    E se você já está decidido a diminuir sua conta de luz, ainda mais em tempos de bandeiras vermelhas e contas mais caras no Brasil, nossa dica é trocar logo a iluminação da casa inteira! E pode sair por menos do que você imagina comprando kits de iluminação.

    Na Casinha Bonita você encontra kits com 10 unidades de lâmpadas de LED nas voltagens de 5W, 7W, 9W e 12W e ainda pode escolher entre iluminação na cor branca ou amarela (luz quente ou luz fria).

    Por Rafael Nagel

    Marketing

  • Móveis coloridos: uma nova tendência!

    Querendo deixar sua casa mais alegre e vibrante? Pois bem, o mercado tem a solução para o seu desejo. Uma nova tendência vem surgindo e reascendendo os lares – os móveis coloridos! A pegada vintage de peças pintadas em amarelo, vermelho, pink, azul entre outras, já está presente no mundo da decoração e em várias lojas deste seguimento. O chamado “color blocking” veio da moda para a decoração, para ficar!!

    É cada vez mais fácil perceber a forte tendência no uso dos móveis coloridos. Que tal trazer vida ao seu ambiente, substituindo mesas, cadeiras, sofás e os demais móveis por opções em cores vibrantes? Acredite ou não, é uma forma econômica e eficiente de deixar sua casa mais alegre, e ainda por cima renovar a decoração.

     

    Fonte: www.mixlar.com.br

    A dosagem certa das cores torna o ambiente equilibrado e agradável. Fonte: www.mixlar.com.br

    revista.casavogue.globo.com

    Luminárias e objetos pontuais fazem toda a diferença! Fonte: revista.casavogue.globo.com

    Antes de mais nada, tenha cuidado para não deixar seu ambiente muito carregado, misturando cores demais. Em ambientes escuros, cores como amarelo, rosa pink, laranja ou verde pistache caem bem. Já em ambientes muito claros, o ideal seria optar por cores como o vermelho café, marrom chocolate, vinho ou mostarda. Saiba dosar as cores afim de manter um estilo na decoração. Combine as cores utilizando, por exemplo, uma almofada estampada que tenha um toque de amarelo, caso eu um móvel amarelo. As cores devem se comunicar.

    Fonte: artnapontadosdedos.blogspot.com.br

    Decoração vintage com móveis, paredes e até revestimentos coloridos! Fonte: artnapontadosdedos.blogspot.com.br

    Utilize cores mais chamativas em ambientes mais agitados, como a sala e a cozinha. Já no quarto ou no escritório, evite exageros, prezando pela tranquilidade. Uma dica é adotar uma peça em destaque, em relação as demais cores que devem ser neutras. Decore o ambiente de acordo com seu gosto pessoal e suas cores favoritas, porém, em caso de dúvida, observe a moda. A moda e a decoração andam juntas, logo, a tendência da moda define a cor na decoração. Outra opção é optar pelo simples, as cores primárias – amarelo, azul e vermelho – sempre estarão constantes na decoração.

    Se você optar por um móvel ou conjunto e móveis coloridos, as demais cores do ambiente devem constituir um complemento de pouco destaque. Afinal, excessos são ruins, então contorne o problema utilizando menos cores no mesmo ambiente. Se houver medo de que os móveis desbotem ou percam a cor com o tempo, utilize apenas água com sabão neutro na limpeza deles, e nada mais. Produtos químicos apenas desbotam ou mancham os móveis.

    Além dos móveis, paredes coloridas também são uma boa pedida. Elas complementam os móveis, e por isso vale a pena optar por ambos. Para finalizar, caso o resultado não lhe agrade, é possível substituir os móveis ou repintar a parede com outra cor de maneira simples. Desta forma o ambiente por ser renovado sempre que desejado.

    Existe ainda um grande receio das pessoas que desejam mudar, utilizando cores mais fortes para a decoração de interiores residenciais, empresariais e comerciais. Porém, este mito está com os dias contados. A grande preocupação diz respeito ao fato de muitas pessoas se cansarem facilmente das cores e se preocuparem com a dificuldade de combinar com objetos de decoração. Para estas pessoas é muito mais fácil encontrar uma harmonia no ambiente utilizando uma decoração mais tradicional. Mesclar tons mais clássicos com outros mais diferenciados pode ser adquirida com a utilização de móveis coloridos.

    Estes móveis podem aparecer em cores mais neutras como o branco, o cinza ou o preto, pois ainda exercem forte influência e uso na decoração, mas podem também ser unidas aos móveis coloridos, sendo utilizados em ambientes como cozinhas e quartos, onde é possível criar espaços mais dinâmicos e criativos. Já em espaços como salas, existe uma facilidade maior de se o mobiliário com cores mais forte, como o vermelho, azul, amarelo, entre outros através de peças como cadeiras, mesas de centro e adornos em geral.

    Nossa loja virtual Casinha Bonita acompanha esta tendência e estes móveis podem ser encontrados em variadas cores e para diversas finalidades no endereço virtual: http://www.casinhabonita.com.br/

    Veja alguns deles:

    Conjunto para banheiro Kenzo. Disponível em nossa loja virtual: www.casinhabonita.com.br

    Conjunto para banheiro Kenzo. Disponível em nossa loja virtual: www.casinhabonita.com.br

    Mesa "M". Disponível em nossa loja virtual: www.casinhabonita.com.br

    Mesa "M". Disponível em nossa loja virtual: www.casinhabonita.com.br

    Mesa "M". Disponível em nossa loja virtual: www.casinhabonita.com.br

    Mesa "M". Disponível em nossa loja virtual: www.casinhabonita.com.br

    Prateleira Taylor. Disponível em nossa loja virtual: www.casinhabonita.com.br

    Prateleira Taylor. Disponível em nossa loja virtual: www.casinhabonita.com.br

    Cadeira Opzione. Disponível em: www.casinhabonita.com.br

    Cadeira Opzione. Disponível em: www.casinhabonita.com.br

     

    >>Veja estes e outros produtos no nosso site:

    www.casinhabonita.com.br

     

    Daniele Esteves

    Atendimento ao Cliente

    daniele@blog.sincenet.com.br

  • Quartos de Bebê: Inspiração na Selva

    Berçários temáticos, usando a selva como inspiração, são uma divertida aventura para o seu novo explorador do mundo. Além do mais, essa opção se encaixa perfeitamente para aqueles que querem decorar o ambiente ainda sem saber se esse novo explorador será um menino ou menina. As cores, não apenas são consideradas unissex, como também geram uma atmosfera calma, propícia para os momentos de descanso.

    Verde, amarelo e marrom chocolate se unem para criar uma pequena aventura na selva. Não importa se você queira montar um safari completo, ou apenas dar um toque com elefantes de pelúcia e desenhos de girafas, aproveite essas dicas de decoração e monte o quarto dos sonhos do seu bebê.

    1. Use tons leves de verde e amarelo

    Se você quer manter um quarto natural e uma atmosfera tranquila, então use tons leves. Amarelo-dourado ou verde-menta são boas alternativas para criar um ambiente temático de selva sem exageros.

    2. Não esqueça dos desenhos

    Você precisa ter artes divertidas de animais. Não importa se você é mais ousado nas cores e decoração ou mais sutil, sempre é possível encontrar alguma boa alternativa para completar a decoração.

    3. Abuse dos acessórios

    Se você está se sentindo ousado, não tenha medo de aproveitar essa chance para enriquecer o ambiente com acessórios coloridos e divertidos. Faça parecer que você está realmente na selva e fará disso um ótimo estímulo para o seu bebê.

    4. Encontre grandes animais de pelúcia

    Se existe algum bom momento para encher o quarto de pelúcias, o momento é esse. O tema selva certamente chama girafas, leões e macacos gigantes.

    5. Escolha um animal favorito como foco principal

    Se você é fã de macacos, hipopótamos ou qualquer outro animal, então crie um oásis em torno dele. Escolha seu animal favorito e transforme-o em foco principal para todo o ambiente.

    6. Seja criativo

    Faça desenhos no teto e adicione balanços para os macacos. Dê vida ao quarto de seu bebê através da sua imaginação.

    Fonte: www.homedit.com

     

    Elaine Mathies

    Casinha Bonita

  • Sua Casa Decorada em Vidro

         Entre as variadas opções disponíveis para decoração da casa, o vidro é certamente um material bastante valorizado. O uso de vidro na decoração é bem recebido não apenas pela beleza, mas também pelo seu caráter utilitário. Dentre as qualidades mais notáveis desse material destaca-se o fato dele tornar a área mais clara e brilhante. Além disso, o vidro é disponível em uma infinidade de formas e dessa maneira pode ser introduzido em distintos cômodos do lar. Segue abaixo uma série de dicas para aplicação do vidro na decoração da sua casa:

    Móveis de vidro A maneira mais fácil de empregar esse material em interiores é através do uso de móveis de vidro. A lista desses móveis é vasta e incluem cadeiras, mesas, espelhos, dentre outros. Tampos de mesa de vidro quando usados em escritórios ou salas de jantar transmitem uma sensação executiva e sofisticada para o ambiente. Alternativamente, você também pode emparelhar o vidro com couro, madeira ou qualquer outro metal, transmitindo assim um charme mais rústico ao cômodo.

    Decorando com vidro

    Uso em fachadas – Tempos atrás o vidro era utilizado apenas nas paredes para criar uma pequena abertura, a fim de permitir a entrada de luz. No entanto, hoje o mesmo é largamente empregado como material exterior em valorizados edifícios comerciais. Para sua casa, você pode usar o vidro em janelas, portas e até mesmo em partes da fachada. Caso prefira optar pela privacidade, uma alternativa é empregar pedaços de vidro colorido, ou ainda pedaços de vidro incolor, nesse caso de aparência opaca.

    Decorando com vidro 3

    Vidro na cozinha Designers de interiores começaram recentemente a usar o vidro de formas ímpares, por exemplo, introduzindo-o na área da cozinha. Detalhes modernos e elegantes podem ser obtidos na cozinha, através de bancadas feitas em vidro, assim como o uso de revestimentos seja em forma de pastilhas ou placas. Se você tem sua sala de jantar e cozinha interligadas, uma sugestão é dividir ambas as áreas através de uma parede de tijolos de vidro. Caso possua um canto da cozinha livre, então pode ainda instalar prateleiras de vidro a serem usadas para armazenar itens diversos.

    Focando nos detalhes  Por fim, o vidro também pode ser usado na decoração do lar através de pequenos acessórios. Por exemplo, você pode fazer uso de um porta-retratos em uma mesa lateral ou então manter um vaso de vidro com algumas flores sobre a mesa de jantar. Alternativamente, também é uma dica interessante pendurar quadros de vidro em alguma parede da casa. Fonte: www.homedit.com

    Tudo para decoração você encontra na nossa loja virtual: www.casinhabonita.com.br.

8 Produto(s)